segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Álibi

Não me culpo,
nem a ele
por mais que deseje
a escrita dos seus olhos
Nem florbela, Hilda ou Adélia
outro cantante, contador...
nenhum senhor
será capaz de cantar
a minha loucura - asmática,

Não nesta altitude.

10 comentários:

Gleidi disse...

Oi..

Tornei-me seguidora...
Gostei muito!

Cel Bentin disse...

Existem profundidades que apontam para o alto: envergam a direção dos meridianos, equalizam dores, respiros e surpresas. Dum modo ou de outro, seguem suspensos no ar.

bela chave

Poeta do Simples disse...

Você está em débito com a poesia! Senão com ela, ao menos com seus leitores! E olha que eu não sei o que é pior! rs

Ó, bem baixinho:

Eu amo essa menina!

Liza Leal disse...

Oi Giu!
Eis aqui a moça q desenha alguns doces delírios...

Feliz 2010!
Nao esqueci de vc, viu!
=)

bj

Alexandre Spinelli disse...

Giu...

André Ulle disse...

É tão triste não poder mais ver poesias desse tamanho, escritos nos céus que tentam desenhar por esses lado da terra!
Ainda que hoje posso reaver tudo de suas linhas, pois teus poemas exigem mais de uma alma que um simples olhar faminto!

Liza Leal disse...

Oi menina Giu!
Por onde andas?...

saudades

bj
=)

Tati disse...

Saudades Gil.

Tati disse...

Dificilmente consigo escrever Giu rsrs Te quero bem!

Anônimo disse...

I am glad marvelous advertisment! I seriously enjoyed analyzing the item, tonsil stone that you're a great source.I'll make sure bookmark yuor web blog Satellite direct and often will usually return sometime soon. Permit me to motivate you actually carry on ones own terrific discussions, employ a wonderful christmas penis advantage review saturday or sunday!